01 fevereiro 2017

TSE faz de palhaços aos eleitores de Guajará Mirim em Rondônia


É uma total falta de respeito para com o cidadão brasileiro o que acontece hoje no Brasil, por exemplo:

_Políticos que se elegem apenas para poder roubar o País e Estados;
_Pessoas da lei que usam seus cargos para cometerem crimes ao sair matando quem bem quiserem e não ser nem ao meno julgados;
Por aí vai o andamento das atrocidades assistidas e não caçadas. Pois todos, tanto um como o outro só visam fazer o Brasil cair mais em decadência e no final das contas o cidadão é quem "paga o pato".

Em outras eleições o TSE - Tribunal Superior Eleitoral não deixava ir às urnas o candidato que não estivesse em plena forma para ser eleito "apto", no entanto, nas últimas eleições municipais não foi bem assim, já que o TSE decidiu por fazer palhaçada com eleitores de vários Municípios brasileiros, desvalorizando por inteiro o valor decisivo do voto nas urnas, deixando que candidatos "não aptos" fossem fossem eleitos só para então serem impugnados depois que o cidadão ter abandonado seus afazeres, saindo de seus lugares de aconchego para escolher seu candidato e então praticamente ser forçado a fazer isso novamente em poucos dias após as Eleições.

Por último ainda publicam no site como que o outro candidato fosse o que tinha sido eleito (Rodrigo) mas o que tinha realmente ganho era o que estava indeferido (Antonio Bento), que ganhou.
Como podem conceder que um candidato que está indeferido vá às urnas, como se fosse somente para brincar com o eleitor.

Como se não bastasse quando o TSE permitiu que fosse divulgado abertamente o momento do voto de um eleitor, somente porque não votou no PT para eleição da candidata Dilma para presidente do Brasil. E até hoje não se explicaram o porque de permitirem câmera de filmagem, uma vez que que é proibido até mesmo a pessoa dizer para outra pessoa em quem votou.

Casos como o que aconteceu no Município de Guajará Mirim-RO e outros mais por todo o País, como foi publicado no G1, que não se pode saber o que os magistrados e trabalhadores do TSE estavam fazendo durante os dias que antecederam as eleições de 2016, a fim de não terem tempo para revisar a habilitação dos candidatos, que por fim, vários candidatos à prefeito, depois de serem eleitos foram impedidos de tomar posse, fazendo o eleitor ter mais um dia de incômodo, ao saírem de suas casas para enfrentar sol/chuva em filas de espera, muitas vezes com mas de 5 horas.

Em Guajará Mirim-RO o Presidente da Câmara de vereadores é obrigado se fazer de Prefeito até que se conclua a 2ª eleição à Prefeito no Município. Como mostra o vídeo abaixo.


É preciso haver mais dedicação e principalmente responsabilidade por parte dos responsáveis para que essa parafernália não ocorra uma outra vez, e depois disso outra vez mais, virando uma novela de infinitos capítulos como está hoje a questão da operação lava jato, que parece não ter fim ou que querem mesmo é fazer um entretenimento a mais para quem gosta de assistir televisão.