16 maio 2016

Justiça - O QUE É ISSO MESMO?

O que é justiça? Muitos filósofos e doutrinadores de direito já responderam o que significa essa palavra. Justiça vem do latim “justitia” que significa justo, correto.
No dicionário Aurélio, Justiça “é a virtude de dar a cada um aquilo que é seu”, porém, nem sempre é o que ocorre. Na filosofia, ao se decepcionar com a justiça disse Aristóteles: “A justiça tem pouco valor”, mas a satisfação de alcançar a justiça não tem preço. Justiça pode ser a felicidade de ver seu direito em forma de reparação ou uma punição, pra mim justiça significa esperança, um sonho, porque esta palavra é algo difícil de ser alcançado.
A prova disso é que no momento em que as pessoas se deparam com um direito, para buscá-lo, encontram em seu caminho uma barreira, pois a medida em que o direito alcança um grau de dificuldade mais elevado, mais difícil é a forma de alcançá-lo. Mesmo porque a maioria das pessoas comuns não possuem capacidade postulatória, necessitando de um advogado, que é a pessoa que possui o conhecimento que lhe garante o acesso ao judiciário, ao juiz, o que não quer dizer que com o auxílio desse profissional, essa pessoa alcançará o fim almejado, isso dependerá de vários fatores, porque pode sim obter sucesso perante uma instância e perder em outra, pois o julgador que julgou a primeira, não será o mesmo que julgará a segunda, e pessoas pensam diferente, cada um decidirá com suas próprias convicções.
Alerto! Importante é saber distinguir se o sonho é intangível ou se pode ser alcançado através de um trabalho bem feito e arquitetado. Muitas vezes essa distinção deve vir até mesmo do advogado, que tem a difícil tarefa de explicar para seu cliente que ele possui uma falsa percepção do direito, que ele não possui os requisitos necessários ou que seu direito já pereceu por ter esperado tempo demais para correr atrás de seu sonho. Se o direito é líquido e certo é só trabalhar que o sonho se tornará realidade.
Por isso a justiça é um sonho, os mais incrédulos já desistem do direito antes mesmo de tentar. Os mais persistentes tentam buscar seus direitos pessoalmente, quando reconhecem a dificuldade, logo procuram um advogado para buscar sua esperança. Por observar tal dificuldade, cada vez mais, outras pessoas se enveredam na prática do ilícito e do crime, porque elas sabem que na maioria das vezes elas vão lograr êxito na trapaça, no calote e no crime, fazendo isso por não acreditar na justiça, por não acreditar na lei que é a fonte onde a justiça bebe. Uma lei fraca faz da justiça inócua, uma lei forte faz da justiça eficaz, por isso a lei deve ser pesada, forte, para evitar a corrupção que procura a brecha, o ponto fraco da lei, que é capaz de esmagar o direito dos outros.
Em um mundo sem ética, a justiça sempre será um sonho, uma esperança dos que padecem do infortúnio de serem prejudicados pelas vicissitudes da vida ou da sociedade. Como advogado, é mais fácil acreditar na justiça, por conhecer com mais profundidade os meios para se alcançar um sonho, dar esperança a outra pessoa, a buscar seu direito e não deixar que ela se torne uma pessoa infeliz e desesperançosa pela frustração de ver seus direitos diminuídos.